[Opinião] “Percy Jackson e os ladrões do Olimpo” de Rick Riordan

Rick Riordan - Percy Jackson e os ladrões do Olimpo

Andava a adiar este livro há imenso tempo. Como ando a adiar tantos outros, aliás. Contudo, e como não me considero uma leitora muito esquisita e/ou preconceituosa, não tenho problema algum em admitir que volta e meia (e quando o tempo começa a aquecer então isto é mais visível) só me apetece mesmo é ler coisas leves, que não me ocupem muito a mente ou me importunem muito o espírito. As aventuras do Percy Jackson pareceram-me uma boa alternativa e não me enganei!

Para vos explicar esta história talvez deva começar por dizer que ela tem muitas semelhanças com a história do Harry Potter. Também aqui temos três amigos adolescentes que têm de salvar o mundo (ou um mundo específico, digamos assim) de um vilão qualquer e que vão sobrevivendo às coisas mais inacreditáveis. Contudo, se em Harry Potter temos feiticeiros e não feiticeiros, aqui temos deuses e não deuses (ou filhos de). Também temos uma personagem principal que, embora não seja orfã, desconhece o pai até certa idade (porque este era um Deus!) e na prática este continua inacessível até mesmo depois de o conhecer. A mãe (“simples” mortal) também nem sempre está presente e o padrasto é uma avantesma!

Sempre apreciei mitologia, embora baralhe a mitologia grega (retratada neste livro) com a romana e embora baralhe os Deuses todos e o que cada um fez. Mas gostei bastante desta maneira divertida como os diferentes mitos vão sendo apresentados, sem ser maçador ou uma imposição decorar tudo. Claro que ainda tem muito para andar até chegar aos pés de Harry Potter, e não li os volumes seguintes já porque acho mesmo que me cansaria deste registo, mas é uma boa alternativa para quem já leu Harry Potter e quer mais alguma coisa dentro do género.

Também se lê rápido, também nos apegamos facilmente a algumas personagens e também dá vontade de querer acompanhar o crescimento e as aventuras do Percy, que neste primeiro volume nos presenteia com toda uma aventura à volta do Raio de Zeus! Sei que há um filme baseado neste livro e o trailer parece até mesmo assustador, mas hei-de espreitá-lo assim que possível! O director deste filme, aliás, é o mesmo dos filmes do Harry Potter!

Convenci-vos? 😉

Anúncios

[Opinião] “O olhar do dragão” de Álvaro Magalhães

Álvaro Magalhães - O olhar do dragão

Li tantos livros desta colecção (e outros do género) quando me tornei uma verdadeira leitora (aí por volta dos meus 11/12 anos), que volta e meia sinto saudades e lá pego eu num deles. Eu diria mesmo que devo muito a autores como Álvaro Magalhães, Ana Maria Magalhães, Isabel Alçada, R. L. Stine, Luísa Ducla Soares, etc.

Este encontrei-o num café perto de minha casa que tem uma estante onde podemos deixar um dos nossos livros e trazer um dos que lá se encontram. Estava a precisar de algo para ler numa tarde e, confesso, para desanuviar um pouco da leitura de O Monte dos Vendavais, que nem sempre é muito fácil!!

O olhar do Dragão é o primeiro volume desta série chamada Triângulo Jota, cujo nome se deve ao nome das três personagens principais: Joel, Jorge e Joana (nomes começados por J, portanto). Sendo o primeiro livro, além da aventura que era de esperar, temos uma pequena contextualização de como estes três amigos se juntaram e se tornaram um grupo quase dedicado ao combate do crime.

É óbvio que ler este livro agora, tantas anos depois, não tem em mim o mesmo efeito que tinha aos 12 anos. Agora vejo claramente as inúmeras coincidências e improbabilidades que regem este livro e outros como ele. Mas não deixa de ser um bom livro para se apanhar o bichinho da leitura! Por isso, como eu sempre digo, menos tablets e computadores para os jovens de hoje em dia e mais livros como este (ou alguns mais “educativos”, como a colecção Viagens no Tempo)!