[Opinião] “Manual de felicidade para neuróticos” de Nuno Amado

25267987Foi um pouco por coincidência que peguei em simultâneo em três livros escritos por três Nunos diferentes: Nuno Nepomuceno (O espião português, já lido), Nuno Camarneiro (Debaixo de algum céu, a ler) e Nuno Amado com este Manual de felicidade para neuróticos. Por coincidência também, até estava com um Nuno quando comprei este último! E é curioso ver como autores com o mesmo nome podem ter estilos tão diferentes entre si.

Manual de felicidade para neuróticos tem, talvez, um nome mais pomposo do que o livro o é na realidade. Escrito por um psicólogo, o livro é mais ligeiro e menos académico do que a formação do seu autor poderia sugerir e até do que sugeria as suas personagens principais: um escritor e um psiquiatra.

Como o próprio título indica, este livro fala da elaboração de um manual de felicidade que ficou a cargo, como disse, de um escritor (Gaspar) e de um psiquiatra (Amadeu), sendo financiado pela União Europeia. Escrito pela mão de Gaspar e com o contributo das histórias e das pessoas que Amadeu conhece, este manual não é mais que uma colecção de pequenas histórias com alguma moral pelo meio, misturadas com as conversas entre os seus dois criadores e outras personagens secundárias. É uma narrativa simples, por vezes divertida, mas não muito marcante ou que dê vontade de ler mais do autor a curto prazo.

Menção honrosa para esta capa, de tons leves e esteticamente muito agradável.

“Todos os problemas dos Homens são resultado das imperfeições do amor. Todos os Homens foram amados algum dia. Todo o amor é imperfeito. É nesse pequeno espaço de imperfeição, cuja proporção é a de um buraco de agulha para a Muralha da China, que nasce o desespero. Uma secura no fundo da garganta. Um pássaro morto no lado do eléctrico. Um café que nos é servido frio. Um café frio de manhã é o sinal de que não existe completude para o amor. Que por maiores que sejam os braços que nos contêm nunca serão suficientemente grandes. Mas é a imperfeição do amor que o faz tão magnífico. O erro é o espaço do humano. O arrependimento o seu mestre.” (p.158)

Anúncios

2 thoughts on “[Opinião] “Manual de felicidade para neuróticos” de Nuno Amado

    • E fazes bem, até te pode marcar mais do que a mim… mas duvido 😛
      Aconselho a leitura deste entre a leitura de livros mais densos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s