[Livro] “O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá” de Jorge Amado

gat

Este é um dos meus livros preferidos de todos os tempos. Já o reli várias vezes, embora tenha pena de não as ter contado até agora. É tão bonito, na escrita de Jorge Amado e nas ilustrações de Carybé, que lê-lo é sempre um prazer!

Este livro foi escrito por Jorge Amado em 1948, quando o seu filho fez um ano. Anos depois, quando o filho, João Jorge, encontrou esta pequena história, não só a mostrou a Carybé como logo sentiu vontade de a publicar, desejo a que o pai acedeu. O resultado é este, e não me canso de o aconselhar a todas as pessoas que querem oferecer um livro a uma criança/jovem e não sabem qual. Ainda hoje retiro lições deste livro.

A história do Gato Malhado e da Andorinha Sinhá foi contado pelo Vento à Manhã, passada depois de boca em boca, e contada pelo Sapo Cururu ao autor. Outras personagens têm nomes muito engraçados, como a Galinha Carijó, a Vaca Mocha, o Reverendo Papagaio. Todos eles fazem parte desta história de amor entre um gato e uma andorinha, isto quando se sabe que os gatos se casam com gatas, os cães com as cadelas e os cavalos com as éguas. Será diferente no caso do Gato Malhado e da Andorinha Sinhá? Ou o Rouxinol, eterno apaixonado pela Sinhá, vai ter sorte?

É um livro que tem tanto de pequenino como de bonito. É uma horita da vossa vida que nunca será tempo perdido!

Classificação:
5/5