Livros que deram filmes #2 – O grande Gatsby

Li o livro O grande Gatsby (e neste caso acho que soa bem melhor o título original, The great Gatsby) em 2013. Confesso que não fiquei a adorar o livro, estava à espera de mais e acho que o livro tinha material para mais. Contudo, já na altura fiquei a detestar a personagem Daisy (interpretada por Carey Mulligan no filme de 2012, a mesma actriz que interpreta a detestável Kitty em Orgulho e Preconceito), o eterno amor do Gatsby (interpretado por Leonardo DiCaprio), algo que o filme só veio reforçar.

Acho a primeira parte do filme bem secante, para dizer a verdade. Já se tinha passado o mesmo com o livro. Como pontos positivos saliento o facto de ser um amigo/vizinho do Gatsby, Nick Carraway (interpretado por Tobey Maguire, o mesmo actor que faz de Homem Aranha), a contar a história, o que, a meu ver, torna tudo um pouco mais apelativo, e os próprios cenários, que retratam lindamente a euforia dos loucos anos 20, bem como a excentricidade do Gatsby, que tem uma razão de ser.

No filme, fico bem sem perceber o que está a Jordan Baker (interpretada por Elizabeth Debicki) ali a fazer (tanto que para me lembrar do nome dela tive que ir agora procurar na Wikipedia…) e a relação dela com o Nick fica um bocado esquecida.

O sucesso desta história penso que tem que ver mais propriamente com o fim da mesma do que com o seu todo.

Classificação do livro:
3/5

Classificação do filme:
6/10