[Livro] “A herança de Eszter” de Sándor Márai

(Este foi o segundo livro que li na segunda edição das Maratonas Literárias Viagens (In)Esperadas.)

A-Herança-de-EszterO tema da maratona em que estou a participar no momento é “um autor, um país” e então, como já queria ler um autor americano e um português (muito previsível, não?) achei que a terceira opção (que na prática foi o segundo livro que li) devia ser uma coisa mais improvável. Não pensei muito, entrei no escritório e foi o primeiro livro que tirei da estante logo na primeira prateleira junto à porta. Como este, da colecção da Sábado, tenho muitos mais. Era uma forma também de dar uso a tantos livros deste género…

Ainda não percebi bem qual a nacionalidade de Sándor Márai. Supostamente é húngaro, mas a cidade onde nasceu agora pertence à Eslováquia. Bem, deve ser húngaro na mesma, embora o homem tenha passado pelos EUA também.

Do mesmo autor já tinha lido As velas ardem até ao fim, embora já não me lembre da história. Shame on me! Mas lembro-me que se lia muito rapidamente e que, tal como este A herança de Eszter, é daqueles livros introspectivos. Penso que gostar ou não destes livros vai depender muito do estado de espírito que o leitor atravessa no momento.

Neste livro, temos uma Eszter que há 20 anos não vê o amor da sua vida, Lajos, sendo que esse homem foi casado com a sua falecida irmã. Lajos era um canalha, literalmente falando, enganando toda a gente, abusando da boa vontade de todos e, embora todos saibam disso, ninguém consegue dizer-lhe que não. Nem Eszter, tantos anos depois.

É uma bonita reflexão, pois dá-nos que pensar sobre as mágoas que fomos guardando ao longo do tempo, as coisas que não dissemos e que fomos acumulando e que nos interrogamos se algum dia vamos ser capazes de dizer a quem as merece ouvir… Uma boa leitura para uma tarde chuvosa em que nos enroscamos numa manta no sofá!

Classificação:

3estrelas

Anúncios